Terminal

Terminal

5 de dezembro de 2007

Eu estou descendo aos lamentos mais podres
Eu monto em uma guitarra de ilusões e toco para o demônio
Porque meu pai me falou palavras duras sobre o anjo caído
E eu deitei em seu leito esperando um pouco de vida
e eu adoeci
Só você pôde ver o meu corpo por dentro
Tudo tão sério e parecendo um velório
Todos falam como se soubessem o que há lá dentro
Eu vi carros e mendigos
Era a cidade comendo meus olhos
eu vi luzes e urinei nas paredes
Ouvi vozes e ousei drogas
Usando viver como se fosse só prévia da morte
eu fiz de mim uma cápsula de mentiras
Uma ampola de nada
Eu senti micróbios passeando pelo meu corpo
E eu sei que você ainda está aqui
Por um momento eu até senti
como se nunca houvesse um adeus
Mas eu sei que quando cuspiram minhas asas
Eu já não podia escapar desse câncer

Josi Vice

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s