Abandono

Abandono

Deixou os retalhos de mim
Sem piedade
Tocou o céu sem pensar
E pôde derramar as lágrimas mais tristes
No asfalto sentiu os pés queimando
Nunca mais poderia se recompor
Eu nunca acreditei que seria para sempre
Eu quis acreditar
Mas eu sou pouco demais para seus lábios
Eu abandonei minha estrada por você
E agora eu sei que não posso pedir recompensas
Cuidarei do que sobrou de mim
Do que eu ainda sinto
E enquanto isso, deixe-me em paz
Deixou os retalhos de mim
Todo eu jogado ao chão
Abandonou todos os momentos bons
E só sobrou a solidão
Desesperada em meu sorriso
como se fosse alegria
Mas é só abandono

6 de dezembro de 2007

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s