Algo de mim

Algo de mim

O meu amor me deu teu amor

Em troca levou meu tapete voador

Não posso mais sair do chão

Só sinto o peso do meu coração

Descobrir o amor revelou-me a poesia

E assim, ao fim do dia,

tenho que te dar algo de mim

Para depor contra o fim

Do para sempre do amor que carrego

E nem sequer nego

Que emu corpo contra ele peleja

E deseja outras carnes a passar

Mas é só a ti que chego a arrancar

O coração para entregar em bandeja.

9 de dezembro de 2007

Josi Vice

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s