Poesias de 7 de maio de 2007

Lírios

Na manhã do dia em que te conheci

Eu cheirei lírios

Eu deitei na grama do jardim

E senti as formigas subindo em meu corpo

No dia em que eu te conheci não choveu

E eu não sabia que ia te conhcer

No dia em que te conhci a vida parecia igual

Mas era só um disfarce

tudo estava já pronto e pude te conhcer

Pude descobrir que és

Pude saber teu nome

Que não me sai da mente

E logo mais pude descobrir teu cheiro

Que não me sai da memória

pude sentir tua saliva, teus lábios

teu corpo, tua língua, tuas pernas,

tua barriga, teu umbigo,

teus cabelos e o aroma que os vestem

Pude descobrir a leveza do teu rosto

e a sutileza das tuas mãos

E o toque suave da tuas mãos

Seda para meus olhos é a tua imagem

Eu nunca encontrei quem me fizesse sentir

Como se eu não soubesse agir

Eu não sei agir contigo

Fazes-me tão bem que parece que não preciso

Tocar as horas com meus atos

Eu quero o teu corpo

eu quero a ilusão do para sempre

Mas não espero nada

Só quero a ti

Lírios ao meu amor

 

7 de maio de 2007

Eu te escrevi poemas de amor

Eu senti por tua imagem a atração mais forte

Eu olhava para teus olhos com febre

Eu tocava teu corpo com um desejo vivo

Eu queria te descobrir mais a cada noite

E ter mais um pouco da pele desvendada

Eu queria acompanhas o pussar do teu coração

Bem pertinho do teu peito

E a tua voz me falava ao ouvido desejo

Volúpia

Eu desejo como que um pásssaro cantando ao amanhecer

Eu rasguei tuas cartas

Teus desenhos

Tuas poesias

Eu não quero me lembrar de ti

Eu te escrevi poemas de amor

Poucos poemas de amor

A coisa mais séria

**********************************
Esse medo da dor

Essa dor do medo

Essa poesia sem cor

Aquela cor sem poesia

Essa menina sem pudor

esse pudor sem a menina

essa dança sem música

essa música e sua dança

Ela vai embora e não vai voltar

Minha infantilidade nesse momento

de chorar sua partida é a coisa mais séria

Eu quero uma canção que sempre me faça lembrar ela

Eu penso nela demais

Eu olho demais

Isso para mim é a coisa mais séria

Eu a quero demais

Sem ela fico querendo fumar todo um maço de cigarros

Se ela eu não me sinto bem

Isso é coisa séria

Eu penso demais nela

Essa menina tem as mãos mais belas

Eu sempre espero os beijos dela

Ver essa menina é a coisa mais bela

Sem ela a vida fica uma coisa muito séria

Vem menina e não me deixa nessa vida amarela

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s