GLBT


LGBT é o acrónimo de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgéneros. Embora refira apenas quatro, é utilizado para identificar todas as orientações sexuais minoritárias e manifestações de identidades de género divergentes do sexo designado no nascimento.
Incialmente, o termo mais comum era GLBT, mas cada vez mais se usa a versão LGBT com a intenção de reforçar o combate à dupla discriminação de que são alvo muitas mulheres homossexuais (por serem “mulheres” e por serem “homossexuais”).

LGBTQ ou GLBTQ é um acrónimo derivado também relativamente frequente, em que o “Q” se refere a queer. Outro acrónimo comum é LGBTQS, em que o “S” se refere a heterossexuais que ajudem ou simpatizem com o movimento LGBT. O “S” de simpatizantes pode ser ainda substituído pelo “A” de aliados. Também já se utilizou GLS (Gays, Lésbicas e Simpatizantes) com o mesmo significado, sendo esta variante ainda muito utilizada no Brasil como uma sigla meramente comercial, para expressar que um determinado estabelecimento não discrimina nenhuma orientação sexual.
O termo atual oficialmente usado para a diversidade no Brasil é GLBT (gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros), mas há uma forte tendência de inclusão de mais um “T”, para reforçar a identidade dos transexuais, já que estes têm parte de suas necessidades e reivindicações diferentes das dos transgêneros, principalmente no que se refere à adequação de seu sexo anatômico (através de cirurgia) ao mental.
Em Portugal o termo usado pelas associações nos últimos anos tem sido LGBT embora cada vez mais a letra T comece a ser vista como englobando Transgéneros e Transexuais.

Mais recentemente o termo LGBTQ começa a ser utilizado em discussões relacionadas com o assunto em português englobando assim Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transgéneros/Transexuais, Queer, havendo também algumas referências ocasionais a LGBTTQI, incluindo assim explicitamente as pessoas Intersexuais.

Queer é um termo que proveio do inglês. Seu significado atual tem a ver com gays, lésbicas, transgêneros e outras minorias.

Seu significado inicial pode ser compreendido através da história da criação do termo, inicialmente uma gíria inglesa. Literalmente significa “ëstranho”, mas a palavra foi usada em uma superposição de significado com a palavra queen, ou “rainha”. Assim, seu significado completo seria de um homossexual masculino bastante afeminado, pois este seria ao mesmo tempo uma rainha e algo de muito estranho.

Outra derivação pode ser que queer’se derivou palavra quare do Inglês Antigo, que significaria “questionado ou desconhecido”.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s