Jim Carroll

Jim Carroll (Nova Iorque, 1 de agosto de 1950) é um escritor, poeta e e músico punk estadunidense. Carroll é conhecido por sua obra autobiográfica de 1978 The Basketball Diaries, que foi adaptada para o cinema em 1995 e protagonizada por Leonardo DiCaprio.
A arte na vida de Jim Carroll surgiu quando o autor tinha apenas 16 anos de idade, durante o final da década de 60 e início da década de 70. Naquela época Jim estava mergulhando de cabeça no submundo das drogas com o intuito de melhorar o seu desempenho no time de basquete da escola. A situação foi ficando cada vez mais grave e para chegar a heroína e a outros tipos de drogas pesadas foi preciso apenas um passo.
Em 1974, livre das drogas, o autor se mudou para San Francisco, onde encontrou os palcos como cantor. Jim Carroll e a sua banda de rock conseguiram um certo sucesso em pubs da Califórnia, misturando o punk, a new wave, o rock clássico com composições que mostravam a realidade nos guetos de Nova Iorque.
O reconhecimento veio quando uma demo tape foi parar nas mãos de Earl McGrath, presidente da gravadora Rolling Stones Records. O primeiro single do cantor, intitulado People Who Died, foi muito bem aceito pela crítica dando margens ao lançamento do primeiro disco full, chamado Catholic Boy, de 1980. O título do album é uma pequena referência ao tempo em que Jim viveu o regime rígido de uma escola católica em Nova Iorque.

O trabalho de Jim Carroll tem um objetivo: Coinscientizar os jovens em relação aos perigos das drogas, raves regadas a heroína e a vida miserável que os dependentes químicos podem levar nas ruas das grandes cidades.

Obras

Poesia

* Organic Trains (1967 )
* 4 Ups and 1 Down (1970 )
* Living at the Movies (1973 )
* The Book of Nods (1986 )
* Fear of Dreaming (1993 )
* Void of Course: Poems 1994-1997 (1998 )

Diários/prosa

* The Basketball Diaries (1978 )
* Forced Entries (1987 )

2 pensamentos sobre “Jim Carroll

  1. PATRIK disse:

    ACHO MUITO SEM GRACA AS DROGAS E SEXO…

  2. Carlos disse:

    Moro em Nova Iork e todos os dias aqui no Brooklin Bolevard vejo jovens de 15, 16, 17… se perdendo no mundo das drogas, essa é só uma consequencia da educação dos pais que muitas das vezes nem sabe o que ou quem está criando.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s